Avanços na enfermagem brasileira marcam 40 anos do Cofen



Há 40 anos, em 12 de julho de 1973, nascia o Conselho Federal de Enfermagem e seus respectivos conselhos regionais – por meio da Lei 5.905 – formando o Sistema Cofen/Conselhos Regionais. Naquele ano de 1973, a enfermagem brasileira discutia temas gerais de interesse da categoria e começava a se posicionar diante da crise que a saúde brasileira vivia, num período conturbado na esfera política do país.

Se hoje a Enfermagem brasileira experimenta grande desenvolvimento, várias frentes de trabalho, reconhecimento social e autonomia profissional, muito se deve à Associação Brasileira de Enfermagem (Aben), que lutou pela regulamentação da profissão e culminou com a criação do conselho profissional da categoria, o Cofen.

O Cofen e os Conselhos Regionais, como entidades legalmente constituídas, com responsabilidades pela disciplina no exercício da Enfermagem, reconhecem que a saúde é um direito inalienável de todos os brasileiros.

O direito à assistência de enfermagem vem do próprio direito à saúde nos diferentes níveis de atenção do processo saúde-doença, uma vez que a Enfermagem tem por objeto a pessoa humana que necessita de ajuda para manter ou recuperar a saúde. A prática da Enfermagem deve se ajustar às exigências de saúde da população, sempre se atualizando por meio das inovações científicas e tecnologias apropriadas.

Assim, o que vangloria a comemoração dos 40 anos do Cofen é saber que representa uma categoria nobre e que, por isso, merece condições mais dignas de trabalho. Como destaque, há a luta pela aprovação do PL 2295/00 que regulamenta a jornada de trabalho de 30 horas semanais.

A ideia é que nos próximos anos o Sistema Cofem/Conselhos Regionais tenha mais conquistas em todas as áreas da Enfermagem, contando com o apoio e a conduta vigilante do profissional inscrito, para que esta nobre profissão possa ser cada vez mais valorizada.

Assim, conselheiros, servidores e colaboradores do Sistema Cofen/Conselho Regional reafirmam o compromisso com a valorização permanente do profissional de Enfermagem, responsável ativo pela consolidação de uma saúde de excelência.

A profissão que surgiu a partir da prestação de cuidados aos doentes, com destaque para a imemorável contribuição da enfermeira Anna Nery, hoje utiliza avançadas técnicas e novos procedimentos no desenvolvimento de sua prática, permanecendo intocável, em sua essência, na nobre ação do cuidar.
 
Fonte: Portal Cofen

Compartilhar post

Bookmark and Share

0 comentários :

Postar um comentário