Conte Sua História: Ex-voluntária conta o que levou dos Anjos da Enfermagem


Lorena Barros vestida de Anjo Tic.
(FOTO: Arquivo Pessoal)

O Conte Sua História de hoje traz o relato de uma ex-voluntária do Amazonas. Lorena Barros da Silveira, que atuou no ano de 2010, relembra os momentos de visita às crianças, e conta o que o projeto mudou em sua vida. Leia:

“Meu nome de anjo era ‘Tic’. Fazia dupla com uma amiga que tinha por nome ‘Tac’ (eu tenho 1,72 de altura, ela 1,52). Achava o projeto muito bonito e interessante, mas nunca pensei que tinha o perfil para participar, apesar de fazer parte de um projeto na graduação, que atuava em parceria com os Anjos. Fui acompanhar meus amigos na seleção, e a mãe de uma amiga, que também iria concorrer, me encorajou a fazer. Passei na primeira fase e dei continuidade, até ser aprovada.

Durante um ano vivi diversas experiências, boas e ruins. Ser anjo da enfermagem expandiu minha mente para além dos muros da graduação e hospitais, trouxe reflexões a respeito do papel do enfermeiro, do lado social, do lado prático- teórico, e científico. Atuamos em hospitais e espaços públicos, levando a cara e voz dos Anjos da Enfermagem. O sorriso dos pacientes sempre foi recompensador, assim gratidão dos pais e reconhecimento por parte da equipe de saúde.

Se cada acadêmico pudesse ter a honra de participar desse projeto seria maravilhoso, bem como se em cada estado brasileiro houvesse um núcleo. Que esse projeto evolua com o passar dos anos e leve alegria e alívio a muitos por todo o Brasil. Uma vez anjo, sempre Anjos da Enfermagem!”.

Compartilhar post

Bookmark and Share

0 comentários :

Postar um comentário