Conte Sua História: Ex-voluntária conta o que levou dos Anjos da Enfermagem


Lorena Barros vestida de Anjo Tic.
(FOTO: Arquivo Pessoal)

O Conte Sua História de hoje traz o relato de uma ex-voluntária do Amazonas. Lorena Barros da Silveira, que atuou no ano de 2010, relembra os momentos de visita às crianças, e conta o que o projeto mudou em sua vida. Leia:

“Meu nome de anjo era ‘Tic’. Fazia dupla com uma amiga que tinha por nome ‘Tac’ (eu tenho 1,72 de altura, ela 1,52). Achava o projeto muito bonito e interessante, mas nunca pensei que tinha o perfil para participar, apesar de fazer parte de um projeto na graduação, que atuava em parceria com os Anjos. Fui acompanhar meus amigos na seleção, e a mãe de uma amiga, que também iria concorrer, me encorajou a fazer. Passei na primeira fase e dei continuidade, até ser aprovada.

Durante um ano vivi diversas experiências, boas e ruins. Ser anjo da enfermagem expandiu minha mente para além dos muros da graduação e hospitais, trouxe reflexões a respeito do papel do enfermeiro, do lado social, do lado prático- teórico, e científico. Atuamos em hospitais e espaços públicos, levando a cara e voz dos Anjos da Enfermagem. O sorriso dos pacientes sempre foi recompensador, assim gratidão dos pais e reconhecimento por parte da equipe de saúde.

Se cada acadêmico pudesse ter a honra de participar desse projeto seria maravilhoso, bem como se em cada estado brasileiro houvesse um núcleo. Que esse projeto evolua com o passar dos anos e leve alegria e alívio a muitos por todo o Brasil. Uma vez anjo, sempre Anjos da Enfermagem!”.
Leia mais...

Conte sua história: voluntário do Maranhão fala sobre a importância do projeto


Danilo Gomes é voluntário da terceira geração de Anjos da
Enfermagem no Maranhão (FOTO: Arquivo Pessoal)

A segunda matéria da série Conte Sua História traz o relato de um voluntário do núcleo Maranhão. Estudante do Instituto Florence de Ensino Superior, Danilo Gomes fala sobre o aprendizado que adquiriu durante o trabalho com as crianças, e a influência da humanização em seu futuro profissional. Leia:

“Através das visitas pudemos vivenciar as conquistas e dificuldades encontradas pelos pacientes. O objetivo do projeto é criar futuros profissionais humanizados, que realmente se sensibilizem com a história de vida de cada paciente. Pude perceber diversos casos, desde crianças frágeis, que conquistaram sua reabilitação, a famílias que suportavam diversos obstáculos e dificuldades impostas pelo câncer.

Pude perceber casos que, através da força de vontade e fé,revertiam os piores sintomas como a dor e o próprio medo da morte, contribuindo fortemente para uma recuperação mais eficaz. Infelizmente, também encontrei diversas famílias desacreditadas e vencidas pelo medo. Vi que é fundamental o papel do profissional orientando e estimulando o paciente e a família a lutar contra o câncer, pois os vínculos, a crença, e o apoio ao paciente são fundamentais para sua recuperação.

Os momentos em que pude compartilhar experiências de vida com os familiares e os pacientes foram de total beneficio e contribuição a minha vida enquanto acadêmico e futuro profissional. Pude aprender, com simples gestos, como a atenção e carinho podem influenciar no tratamento do paciente. Aprendi a superar obstáculos, vivenciando os problemas e dificuldades encontrados pela família. Também pude vivenciar as vitoriosas conquistas sobre o câncer, aprendendo a dar valor a minha vida. O projeto, com certeza, foi de grande contribuição para minha formação, a partir de agora podereioferecer aos meus pacientes uma assistência e atendimento de enfermagem humanizado”. 
Leia mais...

Conte sua História: leia o primeiro relato de experiência



Dra. Patrícia Sena caracterizada como "Anjo Patinha".
(FOTO:  Arquivo pessoal)
O Núcleo de Comunicação do Instituto Anjos da Enfermagem (NUCOM) publicará, aos sábados, relatos de experiência de voluntários ou ex-voluntários que participaram do projeto. A série Conte sua História começa com a Dra. Patrícia Sena. Hoje advogada, Patrícia participou de algumas das primeiras visitas realizadas pelo programa, como voluntária.  Ela fala da criação do projeto, das dificuldades enfrentadas e sua história superação. Leia:

“Lembrar-me de um momento marcante que eu vivi nos Anjos da Enfermagem é fácil. Foram tantos! Tudo começou com a ideia da minha amiga, Jakeline Duarte, que decidiu criar uma ONG na Região do Cariri, sul do Ceará, para ajudar as crianças com câncer. Não foi fácil. Primeiro, tivemos que providenciar o respectivo registro. Depois, fazermos uma campanha para dar visibilidade à ONG, quando fomos surpreendidos com um ‘calote’. Um dos maiores obstáculos dos Anjos da Enfermagem, abalando a todos da Diretoria.

Com isso, vieram as desconfianças das pessoas em relação à estrutura e acompanhamento do trabalho. Todas superadas. Foram tantos desafios, mas todos desapareciam no momento em que se via a atuação dos Anjos da Enfermagem nos hospitais. Nunca vou esquecer a visita que participei em Barbalha - CE, caraterizada de anjo ‘Patinha’. Que momento mágico e delicado, na mesma medida.
Dra. Patrícia Sena (à esquerda) ao lado da tesoureira do Instituto, Fabiana Sousa (à direita), durante cerimônia de posse da nova diretoria. (FOTO: Instituto Anjos da Enfermagem)

Não é fácil levar um pouco de alegria para as crianças debilitadas e tristes. Foi muito gratificante ver o sorriso no rosto dos meninos quando a gente entrava nos quartos, cantando, brincando e conversando com eles. Era de partir o coração quando alguma criança não olhava e nem podia conversar por conta da fraqueza no corpo, ou até de tristeza por estar naquela situação. Acho que criança não deveria passar por isso, mas Deus tem tantos desígnios que a gente não tem como questionar, apenas aceitar e tentar entender.

Felizmente, existe os Anjos da Enfermagem para ajudar a amenizar a tristeza e a dor de anjinhos que não pediram para estar naquela situação. Hoje, estou muito feliz por participar do Conselho Fiscal dessa instituição tão importante para nosso país. Parabéns a todos!”.
Leia mais...

Coordenação nacional apresenta programa para coordenador do Distrito Federal


Dr. Francisco Ferreira, Dra. Jakeline Duarte e
Dra. Georgina Duarte, durante apresentação.
(FOTO: Instituto Anjos da Enfermagem) 

O coordenador estadual do Distrito Federal, Dr. Francisco Ferreira Filho, se reúne, neste momento, com membros da coordenação nacional do Programa Anjos da Enfermagem: Educação em Saúde através do Lúdico, na sede nacional do instituto. O objetivo é conhecer as ações, o papel do voluntário e dos coordenadores estaduais, locais e nacionais, e os detalhes das atividades do programa.

A reunião trata dos temas debatidos durante o 5º Fórum Nacional de Coordenadores, que aconteceu em dezembro, na cidade do Crato, no sul do Ceará. Dr. Francisco assumiu há poucos meses a coordenação do Núcleo Distrito Federal do Instituto Anjos da Enfermagem e ficará no Crato até amanhã, 15, quando acompanhará as ações do monitoramento, núcleo de comunicação e diretoria do projeto.

A diretora nacional do projeto, Dra. Jakeline Duarte, os coordenadores do Núcleo de Implantação, Controle, Avaliação, Projetos e Pesquisa (NIMCAP), Dra. Georgina Duarte e Dr. Rayney Martins, e o coordenador do Núcleo de Comunicação, Isaac Macêdo, são os responsáveis pelas apresentações. 
Leia mais...

Anjos da Enfermagem iniciam atividades em todo o país


Anjos do Rio de Janeiro fizeram a festa de crianças, jovens e
adultos do Hospital São José do Havaí.
(Foto: Instituto Anjos da Enfermagem)

Os voluntários do Instituto Anjos da Enfermagem iniciaram, agora em março, as atividades do semestre 2013.1, nos 18 estados-núcleos do programa. As primeiras ações estiveram voltadas para a visita intra-hospitalar.

No Rio de Janeiro, a visita aconteceu no Hospital São José do Havaí, em Itaperuna; no núcleo Bahia, na cidade de Salvador, os voluntários realizaram a primeira visita do ano no dia internacional da mulher, desenvolvendo ações de valorização da mulher, além de promoverem dinâmicas especiais, no Hospital Aristides Maltez. Os anjos paraenses também realizaram atividades e dinâmicas no Hospital Ophir Loyola.

Para ficar por dentro do trabalho e das novidades do Instituto Anjos da Enfermagem, curta nossa página no Facebook ou siga-nos no Twitter.
Leia mais...

Coordenação Nacional apresenta proposta para novo programa


Dra. Jakeline durante apresentação da nova proposta.
(FOTO: Instituto Anjos da Enfermagem)

A coordenação nacional do Instituto Anjos da Enfermagem apresentou, na última terça-feira, 05, em reunião no Conselho Federal de Enfermagem (COFEN), a nova proposta do programa para o ano de 2014. O novo modelo busca atender as demandas para expansão e parcerias do instituto, aumentando o número de instituições de ensino superior conveniadas e de estudantes voluntários.

Entre as principais mudanças previstas, estará a seleção de duas instituições de ensino superior por cada núcleo. A coordenadora geral do Instituto Anjos da Enfermagem, Dra. Jakeline Duarte, afirmou que “o novo programa foi criado para atender aos pedidos das mais de 100 universidades, em todo o país, que entram em contato com a coordenação desejando fazer parte dos Anjos da Enfermagem”, disse.

Coordenação nacional e membros do COFEN. (FOTO: Instituto Anjos da Enfermagem)


A apresentação foi conduzida pela coordenadora geral do Instituto Anjos da Enfermagem, Dra. Jakeline Duarte, pelo contador, Carlos Botelho, e pela responsável pelo núcleo administrativo e financeiro do instituto, Dra. Georgina Duarte. Estiveram presentes membros da diretoria e plenário do COFEN, sendo eles o presidente interino, Dr. Osvaldo Filho, o segundo-tesoureiro, Dr. Jebson Medeiros de Souza, a Dra. Rita Chamma, e ainda o ex-presidente do conselho, Dr. Manoel Neri. O projeto agora segue para aprovação em Reunião Ordinária de Plenário (ROP), que deverá acontecer no próximo dia 20 deste mês.
Leia mais...

Anjos realizam trote solidário


Anjos recepcionam novos alunos de Enfermagem
(FOTO: Faculdade Redentor)

Os anjos do núcleo Rio de Janeiro realizaram, no último dia 20, um trote solidário com a nova turma de enfermagem da Faculdade Redentor, parceira do Instituto Anjos da Enfermagem, em Itaperuna. Os voluntários fizeram a brincadeira para recepcionar os calouros e apresentar o projeto, implantado no estado há três anos.

Durante a atividade, foi solicitada a cada novato a entrega de um kit com cinco itens de higiene básica: creme dental, escova de dente, sabonete, shampoo e fio dental, que deverão ser entregues em uma semana. Depois disso, os produtos arrecadados serão doados ao longo da campanha Higiene é Saúde, uma das campanhas de arrecadação dos Anjos da Enfermagem.

O estudante de enfermagem e voluntário do projeto, João Pedro Poeys, afirmou que o grupo teve a iniciativa de fazer o trote solidário por não apoiar atividades que causem constrangimentos, o que ocorre em grande parte dos trotes. “Com a nossa ideia, poderemos fazer o bem e ainda ajudar os Anjos da Enfermagem”, disse. Entre as entidades beneficiadas estarão o Hospital São José do Havaí, o Lar Bezerra de Menezes e as crianças da creche Pe. Geraldo Gualandi, todas em Itaperuna.
Leia mais...